Os Soluços

Sinto uns saltinhos na minha barriga, será o coração? Não! São soluços! Soluços? Sim! Os Fetos costumam soluçar desde as 9 semanas de gestação e esses soluços ajudam no desenvolvimento. Curioso não é?

Sabia que os prematuros têm mais soluços do que os bebés de termo? Os prematuros soluçam cerca de 15 minutos todos os dias 😱.  É aflitivo, até eu fico cansada! A Maioria dos pais ficam preocupados, mas não há razões para isso!

Um estudo recente feito pela University College London, mostrou que os soluços exercem um papel fundamental no desenvolvimento, ajudando os bebés a aprenderem a regular a sua respiração. Eles perceberam que os soluços desencadeiam uma grande onda de sinais cerebrais que pode ajudar no desenvolvimento, contribuindo a coordenação da musculatura respiratória, ou seja, ajudando no controle da respiração voluntária.
Nesse estudo, foram acompanhados 13 recém nascidos prematuros e de termo.  Foi-lhes colocado eletródos de eletroencefalograma que monitorizaram esses soluços. Os cientistas descobriram que as contrações que acontecem no diafragma dos bebés produzem três ondas cerebrais e acreditam que, através da terceira onda cerebral, os bebés conseguem vincular o som (‘hic’) do soluço à contração física que sentem.

Concluiu-se ainda que próximo ao nascimento, a contração involuntária do diafragma já está estabelecida – umas 10 semanas antes de nascer, mais ou menos. após o nascimento os soluços continuam a ser importantes, pois ajudam na imaturidade muscular do diafragma.

Em resumo: soluçar é normal e ainda faz bem. Conforme o bebé vai crescendo os soluços vão diminuindo e afinal nada tem a ver com “a fralda ou com a cueca molhada”

Imagem: Instagram @super_pregnant007

Partilhar

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme

bebés, bebés de termo, desenvolvimento, diafragma, estudo, Fetos, gravidez, prematuros, soluços, University College London

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *