O que pode alterar a qualidade do esperma?

Ainda não percebi porque falar de fertilidade é tabu! Não se fala, ou fala-se pouco. Temos de falar mais!

A qualidade do esperma depende de 3 factores: Número de espermatozoides, mobilidade e morfologia

Se fez um espermograma há pouco tempo e o resultado não está lá grande coisa, saiba que não é o único! Infelizmente é verdade! Estudos apontam que a contagem e a qualidade de espermatozoides está em declínio desde a década de 1970. A principal causa relacionada com esta diminuição e degradação da qualidade do esperma, é sem dúvida o estilo de vida (níveis de stress elevado, exposição a produtos químicos, entre outros). Em suma qualquer factor que tenha capacidade de diminuir os níveis de testosterona, pode causar a redução da contagem de espermatozoides e levar à infertilidade masculina.

Factores que influenciam a fertilidade masculina:

  • Factores ambientais – Locais com níveis de poluição elevados levam a absorção de substâncias químicas tóxicas, que por sua vez aumentam os radicais livres em circulação provocando uma menor produção de espermatozoides e um aumento do formato anormal dos mesmos. Mudar de casa ou de emprego nem sempre é opção, mas nos tempos livres, porque não ir até ao campo e aproveitar a natureza!
  • Álcool – Beber em excesso pode causar impotência, reduzir a libido e afectar a qualidade do esperma. Idealmente não deve ultrapassar as doses diárias recomendadas
  • Medicamentos – De acordo com um estudo publicado recentemente, o uso prolongado do Ibuprofeno pode levar a uma diminuição da capacidade dos testículos de produzir testosterona. Este estudo sugere que os homens que tomam este medicamento continuamente por longos períodos, sofrem de uma condição chamada hipogonadismo compensado, que causa problemas de disfunção eréctil e fertilidade. Tomar estes anti-inflamatórios ocasionalmente não causará nenhum dano, mas aqui fica a dica!
  • Tecnologias – Telemóveis e computadores, podem literalmente “cozinhar” os seus espermatozoides! A radiação electromagnética e o calor destes dispositivos tem de ser evitado ou até mesmo eliminado. É desaconselhado usar o telemóvel no bolso das calças ou o computador no colo. Afaste todas as tecnologias a uma distância segura da “Jóia da coroa”;
  • Descanso e relaxamento – Habitualmente ouvimos dizer que dormir pouco, altera a concentração e a nossa capacidade mental, mas não só! A falta de descanso e de sono, também afecta os orgãos reprodutivos. Tente dormir pelo menos 7h a 8h por noite e nos fins-de-semana, mime-se com uma sesta se tiver vontade;
  • Vestuário – Deve escolher roupa (calças, calções, roupa intima) que não seja apertada! O vestuário apertado pode ter efeitos adversos na fertilidade, pois para além de restringir o fluxo sanguíneo, também pode causar superaquecimento dos testículos.
  • Stress – O Stress seja leve ou moderado afecta a saúde de várias maneiras. Se atravessa um período de maior tensão profissional ou ansiedade pessoal, saiba que isso pode diminuir os níveis de testosterona e consequentemente a fertilidade;
  • Banhos quentes, saunas e banheiras de hidromassagem – Embora sejam óptimas opções para relaxar e descontrair, depois de um longo dia de trabalho, há que as evitar! Os testículos e os espermatozoides são muito sensíveis ao calor, em temperaturas elevadas, os espermatozoides podem morrer ou simplesmente os testículos deixarem de produzir esperma de qualidade. Se habitualmente frequenta a sauna, após o ginásio, já sabe, deixe de o fazer.
  • Peso – O excesso de peso, afecta a sua saúde física, os níveis da testosterona e pode mesmo levar à disfunção eréctil. Opte por uma dieta equilibrada, e comece a praticar exercício fisico.
  • Nutrição – Uma dieta saudável e equilibrada é a chave para uma mente e corpo são. Escolher os alimento certos para si, pode melhorar significativamente  a qualidade do esperma. Os homens devem ter uma alimentação rica em antioxidantes, Zinco, betacaroteno, acido fólico, selénio, Q10, vitamina C , D e E. Mudar os hábitos alimentares pode fazer toda a diferença, diminua o consumo de alimentos processados, açucares, gorduras e sal.

Cuide de si, diminua o consumo de álcool, não fume, durma, alimente-se de uma dieta saudável e faça exercício moderado.

Se está há mais de um ano a tentar engravidar e está preocupado com a sua fertilidade, procure um especialista! Quanto mais cedo procurar respostas, mais rapidamente encontrará soluções!


Partilhar

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme

alimentação, disfunção erectíl, espermatozoides, espermograma, fertildade, infertilidade, líbido, masculina, Stress, testiculos, testosterona

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *