Estou tão indignada que nem sei como começar com este texto!!! Na verdade, parece que ainda vamos ter de comemorar o dia da Mulher por muitos mais anos!!!

Neste sábado dia 18/05 jogou-se a final da Taça de Futebol Feminino entre o Valadares Gaia FC e o Sport Lisboa e Benfica. Muitos nem sabem que este jogo aconteceu, porque no mesmo dia jogou-se o jogo em que o SLB se sagrou campeão!

Mas vamos voltar ao Futebol Feminino, e à Taça de Portugal! Tal como já tinha escrito há algum tempo, a treinadora do Valadares Gaia, esteve grávida e teve o seu Nicolau há cerca de 15 dias. Como todas as condições estavam reunidas, Mara veio com a sua equipa ao Jamor e trouxe o seu bebé, acompanhado do pai que ficaria com ele, enquanto a Mara estivesse em campo. Mas o bebé não pôde entrar no Estádio Nacional, porque o regulamento diz que não podem entrar crianças com menos de 3 anos!

Antes que me crucifiquem e comecem com comentários impróprios, a treinadora nunca teve intenções de levar o bebé para o banco!!! Mas deixem-me dizer, que já pintei várias vezes o quadro, em que o jogo estava a decorrer, e a treinadora a dar de mamar ao bebé no banco! (Agora podem chamar-me de Louca!)

A Mara, só queria que o bebé e o pai entrassem e fossem colocados numa zona reservada, mas a FPF foi inflexível e não arranjou nenhuma solução dentro do Jamor, mas sim fora do recinto: «O bebé ficou com o pai na Cidade do Futebol, nas proximidades do Estádio Nacional, uma vez que, por lei, não é permitida a presença de crianças com idade inferior a três anos no recinto desportivo».

O pai e o bebé não poderiam ter sido colocados na Tribuna? Ah é só para VIPs!!  Haviam tantos locais onde não haviam adeptos, não podia ser numa dessas áreas?

É só no estádio nacional que não é permitida a presença de crianças com menos de 3 anos?
Fiquei com dúvidas com esta foto? Ou será que nestes casos o bom senso fala mais alto, e há excepções à regra, que era o que a FPF devia ter feito neste dia com o bebé Nicolau!

Fotos redes Sociais e SL Benfica/Facebook

Mara chegou já depois do apito inicial, pois é mãe, e teve de assegurar que o seu bebé, embora acompanhado pelo pai, ficasse bem instalado! Tal como disse a alguns orgãos sociais:

Ter um filho é uma escolha pessoal e é possível tê-lo e conciliar com ser treinadora de futebol, mas tem de haver alteração de mentalidades!

Espero que todo a ansiedade que foi provocada a Mara (num pós-parto, recente, em que as hormonas ainda andam aos saltos), tenha servido de lição e que daqui para a frente estas situações sejam asseguradas e não voltem a acontecer!!

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme by Enf. Célia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *