Miastenia Gravis – Sinais e Sintomas

Tal como prometido quando publiquei o artigo sobre Miastenia Gravis, hoje vou falar dos sinais e sintomas.

A principal característica da Miastenia Gravis é um quadro de fadiga muscular limitado a determinados grupos musculares, que pode ser flutuante, ou seja, com períodos de melhoria, alternados com fases de agravamento. A fadiga muscular da MG não se manifesta habitualmente, como uma sensação generalizada de cansaço, mas sim com a diminuição isolada da força de alguns músculos.

Esta fraqueza muscular pode variar ao longo do dia, apresentando-se pior, habitualmente à noite ou após algum exercício. No início da doença, os sintomas podem estar ausentes ao acordar, surgindo com o avançar do dia. Conforme a doença progride, os períodos livres sem sintomas desaparecem. O paciente passa a ter fraqueza a todo momento, o que acaba por variar ao longo do dia é apenas a intensidade.

Embora a Miastenia possa produzir fraqueza em qualquer grupo muscular de contracção voluntária, há certas formas de apresentações que são bastante características, ora vejamos:

Oculares

Mais de 50% dos pacientes apresentam sintomas oculares no início da doença, sendo a Ptose (queda da pálpebra) e a Diplopia (visão dupla) os mais comuns.

Sabe-se que os pacientes que começam com manifestações oculares, metade irá desenvolver doença generalizada dentro de cerca de dois anos.

Existem doentes que apresentam apenas sintomas oculares, não evoluindo para doença generalizada. A este quadro chamamos de miastenia gravis ocular.

Face e do pescoço

Cerca de 15% dos Miasténicos apresentam sintomas relacionados com  os músculos da face e do pescoço, que incluem: Disartria (dificuldade de articular palavras e frases), Disfagia (dificuldade para engolir), falta de forças para mastigar, engasgamento, principalmente com líquidos e perda das expressões faciais. A fraqueza do pescoço também é comum, causando dificuldade em suster, flectir e estender a cabeça

Membros

A diminuição da força muscular nos membros ocorre com mais frequência, nas estruturas anca/coxa e ombros/braço, a fraqueza isolada de apenas um membro ocorre em menos de 5% dos casos.

Respiratórios

O envolvimento dos músculos respiratórios produz os sintomas mais graves da miastenia gravis. A fraqueza muscular respiratória pode levar à insuficiência respiratória ou até à paragem respiratória, uma situação grave que é chamada de crise miasténica.

A crise miasténica pode surgir espontaneamente durante as fases de agravamento dos sintomas ou pode ser precipitada por vários factores, incluindo cirurgias, traumas, infecções , medicamentos ou até Stress.

Na verdade, neste momento, estou a passar por uma crise miasténica, para além da Ptose, e uma ligeira diplopia, que tinha melhorado com a introdução da medicação, neste momento tenho alguma dificuldade respiratória.

Partilhar

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme

Diplopia, Disartria, Disfagia, fraqueza muscular, insuficiencia respiratoria, Miastenia Gravis, Musculos, Ptose, Sinais, sintomas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *