Have we met? – Sentimentos à Flor da Pele

Hoje trago-vos a história uma mulher, a quem diagnosticaram insuficiência prematura dos Ovários aos 19 anos. Hoje com 35, continua a lutar pelo sonho de ser Mãe!

Este foi o Post que publicou recentemente no seu Instagram @l_babyhermy:

HAVE WE MET?
Se ainda não, então é um prazer conhecê-lo!

🤗 Foi-me diagnosticado aos 19 anos insuficiência prematura dos ovários  (#prematureovarianfailure), tenho agora 34 anos (fez os 35, entretanto). Naquela época, eu ainda não tinha pensado em ser mãe, mas me lembro-me de ter voltado para casa e ter chorado por causa da notícia. Partiu-me o coração. Todos temos como um dado adquirido que se somos mulheres um dia seremos mães!

Casei-me quando tinha 21 anos e pouco depois começamos a tentar engravidar. Nada aconteceu, e na altura, não me foi apresentada nenhuma solução. O meu marido também tinha uma abordagem “natural”: – Se é para ser, será! Se não for natural, não é seu.

O casamento terminou quando eu tinha 28 anos. Durante sete anos, lidei com a dor da infertilidade completamente sozinha. Após o divórcio, pensei que o sonho de ser mãe e ter uma família estava praticamente morto.

Mas um dia, um incrível ser humano entrou na minha vida e fez-me sonhar novamente. É o que se chama de acaso (#serendipity). Casei com o amor da minha vida há mais de um ano, e aqui estamos nesta jornada para nos tornarmos pais. Estamos usando doação de óvulos (#donoreggs) e estamos muito esperançosos de que um dia iremos conhecer o nosso bebé. Tivemos a nossa primeira transferência no início deste mês e, infelizmente, não funcionou. Outro momento de partir o coração, mas não vamos desistir.

Trocámos mensagens, pedi-lhe para para partilhar a sua história e agradeço por ter permitido!! Sei, que a história desta mulher, vai chegar a tantas outras que passam silenciosamente e provavelmente sozinhas, pela mesma situação!

É para TI que escrevo, quero que saibas que não estás sozinha. É normal estar zangada, triste, frustrada, ter ciúmes, dor, afastar-se de tudo e todos e não querer falar.

Os teus sentimentos são válidos e eu sei que és capaz de lidar com muito mais do que pensavas.

Porque o teu nome do meio é “Guerreira”!

Partilhar

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme

Doador de ovulos, donoreggs, dor, FIV, Guerreiras, infertilidade, insuficiencia prematura dos ovários, mulheres, prematureovarianfailure, sentimentos, sentimentos à flor da pele, serendipity, transferencia de embrioes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *