Cortar as unhas ao bebé

Este pode ser o momento mais assustador da vida de uma mãe, depois do parto!
Claro que existem outras tantas coisas tão ou mais difíceis, mas esta é uma, das que muitas mães referem, principalmente as mães de primeira viagem.

Mas não há volta a dar, as unhas crescem a uma velocidade alucinante e é preciso cortá-las, para evitar arranhões e acumulação de “lixo”, por baixo delas.

Para facilitar o processo, é importante que o bebé esteja calmo.

Conhece aquele meu lema de “que cada caso é um caso”, também se aplica aqui. Não há altura certa para cortar! Embora grande parte das maternidades coloquem na lista, a lima ou a tesoura  como objectos necessários, alerto que nem sempre é aconselhável cortar as unhas nos primeiros dias de vida!

As unhas devem estar “soltas” do dedo, para não correr o risco de cortar a pele que ainda pode estar a envolver a unha nos primeiros dias.

Cortar as unhas, quando o bebé está agitado é quase impossível, então o truque é fazê-lo quando está a dormir. Numa primeira fase, para unhas mais frágeis, a tarefa pode ser feita com uma lima de cartão.

 

Pode optar por uma tesoura de pontas arredondadas, ou um corta-unhas (não sou grande fã) para esta tarefa. Não se esqueça de os higienizar antes do uso.

Pressione suavemente a raiz da unha do bebé, isso fará com que a parte branca, que irá ser cortada, fique mais nítida em contraste com o tom avermelhado que surge por toda a unha ao apertá-la. Fixe a lâmina da tesoura, ou do corta-unhas, por baixo da unha, de forma a que a lâmina, que mexe seja a de cima.  Acompanhe o formato do dedo, sem arredondar as pontas.

E os pézinhos?

As unhas dos pés crescem mais lentamente e são geralmente muito macias. Dessa forma, aparar mensalmente é geralmente suficiente. Os pais devem fazer com que o corte das unhas seja a direito, e não tão rente como o das mãos.

Por ser uma unha muito fina, é importante deixá-la um bocadinho maior, para que os cantos quando crescerem, não encravem. Caso surjam sinais de que a unha está encravada, deve tentar “levantar” o cantinho da unha e limpar com compressa com soro fisiológico. Não é recomendado o uso de nenhuma medicação sem prescrição médica.

 

Mesmo com todos os cuidados, pequenos acidentes podem acontecer, nada de pânico!

Se a tesoura escapou ou cortou mais do que devia, não se sinta culpada, acontece mais vezes do que imagina. Manter a calma é o primeiro passo, depois passe com uma compressa com soro fisiológico. Se ficou a sangrar, faça alguma pressão com uma compressa seca. Não é necessário fazer ou colocar um penso, os bebés têm uma cicatrização rápida.

Em breve estará uma especialista em manicure!

Partilhar

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme

bebés, corta-unhas, cuidados de higiene, lista da maternidade, mãos, maternidade, pés, recém-nascido, tesoura, tesoura pontas arredondadas, unhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *