Ciclo Menstrual

Muitas são as mulheres que só se lembram do ciclo menstrual, quando menstruam. Mas o ciclo menstrual, vai muito para além da menstruação! Compreender o ciclo menstrual, faz-nos perceber o que se passa com o nosso corpo e até entender melhor como ele nos afecta no dia-a-dia. Por isso decidi explicar-vos um bocadinho melhor o ciclo menstrual.

O Ciclo Menstrual é composto por quatro fases distintas:

  • Menstruação;
  • Fase Folicular;
  • Ovulação;
  • Fase Lútea

Para que o ciclo aconteça há um trabalho de equipa entre o cérebro, os ovários e o útero que comunicam, entre si, através de hormonas (sinais químicos enviados através do sangue de uma parte do corpo para outra).

O ciclo menstrual começa com o primeiro dia da menstruação e acaba com o começo da próxima. Um ciclo menstrual completo, numa mulher em idade fértil, dura entre 25 e 35 dias (+/- 45 dias nas adolescentes). O Ciclo Menstrual é sensível às alterações da rotina diária (férias, picos de stress, alterações do sono; alterações emocionais; alterações de peso, exercício físico) e por isso podem ocorrer oscilações mensais.

Considera-se que os ciclos são regulares, mesmo quando há oscilações desde que não sejam superiores a 7 dias.

Então o que acontece em cada fase?

Menstruação: O Ciclo começa no primeiro dia da menstruação, nesta altura dá-se a descamação do tecido uterino, os níveis de estrogénio e progesterona são baixos.

Fase Folicular: Fase hormonal que prepara a ovulação. Nesta fase há um aumento da FSH (Gonadotrofinas – hormona folículo estimulante) e os ovários respondem a esta estimulação com o desenvolvimento de alguns folículos, a que chamamos de recrutamento folícular. Na maioria das vezes, um dos folículos é selecionado, desenvolve-se mais depressa (folículo dominante), e com o seu crescimento, a produção de estrogénio aumenta. O aumento de estrogénio diminui a produção de gonadotrofinas (FSH), com o objectivo de interromper o desenvolvimento de novos folículos. Se, por acaso, existir crescimento de dois folículos temos uma maior probabilidade de gravidez gemelar

Ovulação: Quando o folículo atinge o tamanho ideal (folículo Graaf) ocorre a ovulação. É nesta fase que o óvulo está pronto a ser fecundado. Para que isso aconteça tem de haver um  equilíbrio hormonal entre várias hormonas. Os níveis de estrogénio vão aumentando com o crescimento do folículo dominante, e quando os níveis de estrogénio estão altos o suficiente, o cérebro manda libertar LH (Gonadotrofinas – hormona luteinizante) . É no pico de LH que o folículo rompe, liberta o óvulo que se dirige a uma das trompas de Falópio, para que ocorra a fecundação. É por isso que se usam testes de LH para determinar a ovulação.

Fase Lútea: O folículo que continha o óvulo transforma-se em algo chamado corpo lúteo ou corpo amarelo (amarelo porque tem uma aparência amarelada). Este começa a produzir progesterona (hormona estereroíde), os níveis altos de progesterona fazem com que o espessamento do endométrio pare, e que se comece a preparar para uma potencial fixação do óvulo fecundado. Se ocorrer a gravidez, o embrião implantado manterá o corpo lúteo ativo, através da produção da hormona Gonadotrofina Coriónica humana (hCG). Se não houver fecundação, e implantação de um embrião, o corpo lúteo deixa de produzir progesterona em quantidade suficiente, e dá-se o início de um novo ciclo – menstruação.

E começa tudo de novo …

Partilhar

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme

Cérebro, Ciclo menstrual, corpo lúteo, Fase folícular, Fase Lútea, folículos, gonadotrofinas, gravidez, hormonas, Menstruação, Mulher, ovários, Ovulação, tompas de falópio, útero

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *