A Profissão que eu escolhi!

Passaram 24 anos! Sim 24!! Nao vale a pena começarem a fazer contas, é muito simples, acabei o curso com 10 anos, porque sempre fui superdotada 🙃. #sqn

Desde pequena que sempre disse que queria ser medica dos bebés. Não concretizei o sonho de criança, não sou médica. Mas não foi porque a média não deu. Foi uma opção. A um dado momento, cresci, e soube que afinal o que eu queria ser, era ENFERMEIRA!
De bebés e mamãs claro!! Assim que terminei o curso, embora tenha conciliado com outras áreas para ganhar experiência, fui logo trabalhar em obstetrícia.

Trabalhar com o nascimento é simplesmente maravilhoso!

É vida!
Claro que ao longo destes anos, também tive momentos menos bons, ou até muito tristes. Momentos que não esqueço, que deixaram marcas, e a consciência da importância de tudo correr bem!!
De ter um papel activo, para que aquele momento seja vivido em pleno e se torne único.
Momentos em que sinto que faço parte, e que ficou um bocadinho de mim, ali.

Mais recentemente (10 anos) descobri a infertilidade, outra área que me faz feliz! Como é possível ser feliz com a infelicidade dos outros?
Sou feliz, porque sei que ali não sou mais uma, sou a tal que chora de alegria nos finais felizes e a que está lá para enxugar as lágrimas de tristeza, quando é preciso.

Em resumo, sou uma Enfermeira “cota” mas feliz pelo caminho percorrido.

Partilhar

Chamam-me Fada, ou Encantadora de Bebés! Mas na verdade sou Mãe, Mulher e Enfermeira. 

Sou uma Mulher madura, com formação na área da Saúde (enfermeira), sempre trabalhei no meio hospitalar e em paralelo desenvolvi um projecto pioneiro em Portugal chamado Kuantos Meses (Serviços pré e pós-parto).

Sou mãe de dois filhos, a Joana com 20 anos e o André com 16 anos. Com o crescimento deles surgiram novos interesses, como por exemplo o desporto e a fotografia. Associado ao desporto, uma alimentação saudável e um estilo de vida novo. Recentemente foi-me diagnosticada uma doença Auto-imune – Miastenia Gravis. Uma doença desconhecida para muitos e com a qual eu ainda estou aprender a viver. Sempre fui muito activa e sempre encarei os obstáculos como oportunidades para realizar novos projectos – Agora chegou o momento de fazer nascer o BLOG 

Femme

apoio na amamentação, bebés, enfermeira, Fada, infertilidade, Mãe, mães, maternidade, missão, Mulher, nascimento, Profissões

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *